Funcionária da área da Saúde em São Bernardo descreve a troca de favores exacerbada e vergonhosa que desmotiva Concursados

janainacavalcanti

Janaina Cavalcanti

Bom dia, São Bernardo do Campo.
Me chamo Janaina Cavalcanti. Venho respeitosamente, me despedir dessa cidade e desse povo que há 4 anos me acolheram com carinho e humanidade. Fui funcionária da área da saúde, lotada na UBS Orquídeas.

Não sou Munícipe, resido em São Paulo, nunca conheci ninguém de São Bernardo do Campo, mas prestei um concurso publico ,me dediquei, estudei e consegui ser classificada dentro do número de vagas. Escolhi a Unidade que possuía vaga no momento, e assim, vim para o Orquídeas.
Longe , uma viagem todos os dias, pensei a principio em desistir, mas precisava do emprego e me apaixonei pelo povo do Orquídeas e pelos funcionários. Sentia prazer em desempenhar minhas funções e saber que meu trabalho poderia, sim, fazer a diferença.
Sempre foi gratificante.

Em uma situação de falta de funcionário, eu sendo oficial administrativo, recebi um treinamento de 2 dias e fui cobrir farmácia , com a finalidade de não deixar os pacientes sem remédios, lembro que se fez uma fila enorme, eu atendia cuidadosamente morrendo de medo de errar, com medo de prejudicar alguém. Alguns pacientes começaram a reclamar da demora , eu sai para fora da farmácia, expliquei a situação e pedi compreensão, santo Deus eu tremia muito, mas segurei o mês inteiro e deu tudo certo.

Cobrir recepção era normal todas as vezes que havia necessidade.
Na ausência de uma Enfermeira, auxiliei no acolhimento de uma equipe , para evitar tumultos e orientar os pacientes.
Comprei em algumas ocasiões, papel sulfite com meu dinheiro , para poder imprimir os agendamentos e com isso, os pacientes não perderem suas vagas.

Sempre procurei ouvir os pacientes , ia atrás de informações, para poder orienta-los da melhor forma possível. Mesmo sem receber insalubridade (que foi retirada do meu salário , após 1 ano de trabalho), não me neguei a atender ninguém . Nunca recebi uma ouvidoria ou reclamação à gerencia negativa ao meu trabalho.
Recebi presentes de alguns pacientes que se sentiam agradecidos, sem dúvida um dos que mais me emocionaram, foi o ato de uma senhora usuária da Ubs, a mesma sabendo que eu estava me formando em direito, foi ate minha sala, me presentear com um livro de Direito Comercial, fiquei realmente muito emocionada e agradecida.

Um outro fato marcante, foi o de um paciente, que me procurou para comunicar que sua mãe havia falecido, que ele queria agradecer tudo que foi feito por ela.
Nesses 4 anos, ouvi muitos gritos, mas nunca revidei, por que tinha empatia pelo que o paciente estava sentindo.
Saio com a cabeça erguida, não desapontei meus pais, os princípios de caráter e responsabilidade que ambos me ensinaram não se perderam.

Inúmeras vezes me senti frustrada, vejam bem , os princípios e as diretrizes do SUS, são, arrisco em dizer, perfeitos. Sim , a ideia do Sus é sim perfeita, pena que não se aplique 100% na prática, mas a teoria é coisa de primeiro mundo.
Quantas vezes, fiz todo o fluxo de trabalho e veio “representantes do Conselho do bairro ou assessores de gabinetes” , junto com o paciente , retirar guias, dizendo que políticos conseguiria a vaga, e pasmem-se, eles conseguiam e muito mais rápido do que eu pelos meios legais. Um exemplo: Seu Manoel Aleluia, morador do bairro, participante ativo do Conselho Gestor da Unidade, diante de demandas ia cobrar respostas sobre demora de vaga, procedimentos e protocolos. Muitas vezes, fazia o paciente retirar a guia da Unidade , com a promessa de conseguir a vaga e conseguia.
Daí vc pensa, esse homem trabalha, se empenha, mesmo que por meios errados (por que considero errado, não respeitar a fila de espera e facilitar acesso a apenas uma parcela privilegiada de pessoas), mas independente disso, este homem estava ajudando. Podemos classifica-lo de Mártir da Comunidade ?
Acho que não, já que esse homem, essa “ajuda”, teve seu preço. Hoje ele está empregado nos Amarelinhos do Trânsito. Não apenas ele, a história se repeti em relação ao morador conhecido como ” Bacurau”.

Na minha denuncia, citei a candidata a vereadora, Sra. Raquel Bezerra , que a mesma falou que assumiria uma cargo junto à Fundação ABC. Ela iria para a Vigilância, receber 2.500 reais para anotar entrada e saída de ambulâncias, já que o marido recusou o cargo de Amarelinho de Transito, por ter muitos homens.
Que revoltante, estudei, paguei taxa de inscrição, disputei com inúmeras pessoas e consegui um salário de 1.700 reais e ela pode escolher qual a vaga é mais conveniente…

Antes de denunciar, pedi a todos que tive acesso para me mandarem embora e a resposta obtida foi sempre a mesma : Peça as contas, não temos dinheiro.
Estava desmotivada por causa da contratação dos Assistentes Técnicos, que com a finalidade de realizar metade das minhas tarefas, receberia 3 vezes o valor do meu salário.
E qual os requisitos para preenchimento da vaga? O trabalho empregado na Campanha para a Candidatura do Sr. Prefeito Orlando Morando.
Revoltante!

Por ética, respeito aos pacientes, ensinei todo o fluxo da regulação para a Assistente contratada, entretanto, a mesma como não possuía qualificação , nem experiência, se recusava a realizar a tarefa sozinha. Fui pressionada a fazer o trabalho com ela, poxa, receber 4 mil reais consegue, trabalhar não consegue . Recusei.
Continuei fazendo apenas meu trabalho, ou seja, a parte administrativa e de rh, me coloquei a disposição da Assistente Técnica, para tirar dúvidas , porém, não foi suficiente.
Com autorização do Departamento, foi disponibilizada uma recepcionista para fazer o trabalho.
Isso mesmo, recepcionista, atender o paciente é luxo, o foco da Secretaria de Saúde é oferecer “babá” para os “indicados políticos”.

Entrei em contato com algumas Unidades Básicas de Saúde, solicitando falar com os Assistentes, meu objetivo era saber quem era essas pessoas, de onde tinham vindo.
Um dos Assistentes, se tratava do filho do Vereador Bispo , imaginei que seria o sobrenome do vereador. Pesquisando, descobri que era o Bispo Ciro Fernandes, fiquei horrorizada a principio, por se tratar de uma pessoa religiosa.
Não tenho preconceitos em relação a pessoas religiosas ingressarem na politica, mas, custei a acreditar que um “Bispo” estava envolvido na história, não citei ele na denuncia, por que realmente não acreditei. Resolvi ir pessoalmente na unidade do Alvarenga e constatei também através de uma rede social, que sim, o Bispo Ciro Fernandes, beneficiou seu filho com um dos cargos de Assistente, com um salário de 4,5,6 ou 7 mil reais (tudo depende da generosidade do Prefeito).

Alguns Assistentes me acusaram de ser invejosa. Bom, seria hipocrisia minha se dissesse que um salário de quase 5 mil reais não é invejável, porém, não tenho inveja em ter que pintar muros e entregar panfletos do Prefeito aos finais de semana, não tenho inveja em ter que trabalhar para quem e do jeito que o partido quiser, não tenho inveja em ter um emprego somente durante a gestão do prefeito.

Observem a ironia, através de minha denuncia gerou-se mais um questionamento: Um assistente questionou ao seu contato político o valor do salário que publiquei, questionou que não era o salário que ele recebia. Indo atrás da informação, esta pessoa descobriu que CADA ASSISTENTE TÉCNICO RECEBE UM VALOR DIFERENCIADO, QUE ALGUNS CHEGAM A RECEBER 7 MIL REAIS (alguns médicos não recebem esse valor, estudar medicina é para os fracos rsss). A história vazou e agora alguns Assistentes estão se sentindo injustiçados. Os valores dos salários foram decididos conforme o apoio político e a influência que cada indicado possui.

Juntei provas, me dirigi ao Sindicato, pesquisei Diário Oficial, Portal da Transparência, Lei Orçamentária e cobrei ,na página da rede social, do Prefeito respostas, cobrei como funcionária, cidadã e até mesmo Brasileira, não obtive qualquer resposta ou justificativa. Levei meus questionamentos ao Ministério público, Ministério da Saúde, Câmara de Sbc, Secretaria da Saúde de SBC e Prefeitura.

Consegui enfim, ser dispensada, analisem a situação: O Departamento não tinha dinheiro para me mandar embora, depois da denuncia conseguiram em um período inferior a 30 dias, condições de me liberar. O que causa frustração, é a ideia de que com o argumento do ultimo concurso já ter seu prazo expirado, minha vaga será preenchida por uma pessoa “indicada”. Que lixo!

Não é nenhuma novidade, isso esta ocorrendo até que com certa frequência . Na Unidade, foi contratada uma Agente de Saúde, sem participar do processo seletivo, sendo justo, ela merece a vaga, já que é cunhada do Almir do Gás (ele trabalhou para ter essa vaga e algumas outras, justo).

Em nenhum momento fui procurada pela Departamento de Atenção Básica, para nenhuma conversa que pudesse sanar minhas dúvidas e questionamentos. Nenhum fato novo, já que desde que ingressei nas atividades não recebi nenhum treinamento, tive sempre que ir atrás das informações. O que não é a realidade dos “Assistentes”, já que eles têm treinamentos quase que quinzenalmente.
Aproveito a oportunidade para agradecer a funcionária, Zilda, esta excelente profissional, sempre esteve disponível para ajudar nas confecções de documentos e demais orientações administrativas. Ressalto, que para não fazer errado, recorri inúmeras vezes a essa profissional e sempre fui bem atendida e orientada.

40% dos funcionários da Hospital Anchieta foram demitidos, devido ao fechamento do Hospital para reforma, com o argumento de que teriam que reduzir o quadro de funcionários. Então por que estão contratando pessoas para preencher algumas dessas vagas ?

Se a meta do Exmo Sr. Prefeito é reduzir gastos, por que a criação de tanta chefia no Hospital de Clinicas ? Mais precisamente no NIR, são tantas novas chefias que daqui a pouco, não me surpreenderia se houvesse o chefe do controle das cadeiras da recepção. Contudo, para o dissidio dos funcionários, o financeiro da Prefeitura não tem verba e não tem propostas, há 3 anos.

Saúde mais prioridade ….
Recebi um documento na Unidade, com a determinação da gestão, para cancelar todas as guias de 2015. Já que se tratavam de guias expiradas por prazo de validade, entretanto, com a orientação de fazer busca ativa do paciente, questionar se o mesmo continua com a necessidade da vaga (respeito ao cidadão, saúde mais prioridade, não vamos esquecer ). Caso o paciente ainda tenha interesse a vaga, deveríamos orienta-lo a procurar a Unidade e marcar consulta com o médico. Em consulta, o médico avaliando a necessidade da vaga, fará uma nova guia e esta será inserida novamente em fila de espera, lógico que com a data de entrada atual.
Com essa politica publica, o Prefeito será bem sucedido em se apresentar nos canais de comunicações e anunciar que esta zerando as filas de espera no Município.

Percebi vários comentários nas redes sociais, onde pessoas se manifestaram dizendo que isso tudo é normal , que sempre acontece isso , que não é mais novidade.
Não podemos, nos conformar com tudo isso, achando que é normal.
Corrupção existe sim, basta ligarmos a televisão que nos deparamos com a realidade, mas não podemos achar que não tem mais jeito, que esta tudo perdido e o que nos resta é ignorar e seguir .
A principio achei que se tratava de compra de votos, estava errada, trata-se de compra de apoio o que na lógica não diminui a imoralidade dos atos.

Meu único medo é que outros Oficiais Administrativos, sejam substituídos por pessoas “indicadas”, assim como eu fui. Não tive acesso a maioria deles , mas tenho certeza que todos estão passando por tudo isso que passei, talvez com a diferença de não terem outro recurso e não poderem ficar desempregados no momento. Em tudo que fiz, que denunciei, sempre me identifiquei , assumo todos os meus atos, desejei ser demitida (mesmo sem ter outro emprego) por não compactuar com tudo que citei acima e em nenhum momento a Secretária de Saúde tomou atitude para mudar nada.
Sou adulta para assumir meus atos, tudo que falei tenho como provar , as consequências já recebi com a resposta da Secretaria onde: você esta insatisfeita com a politica pública do Município? Então saia, receba a noticia em um sexta-feira, no final do expediente.
Certo, não fico triste , aliás, talvez até aliviada, mas que isso acabe em mim, que nenhum dos outros profissionais sofram as consequências de minhas ações.

Na rede da Saúde, após o inicio da gestão do Sr. Orlando , muitos funcionários foram demitidos por “acharem “, que os mesmos seriam Petistas, pois é, perseguição politica. Aceito que uma nova gestão, deva sim trazer seus cargos de confiança para chefias e dispensem os da gestão anterior , agora funcionários de base como recepcionistas, enfermeiros e médicos que foram demitidos pelo simples fato de terem uma preferencia partidária diversa, será que é isso que a Constituição Federal defende ?
Com base nessa realidade, peço encarecidamente ao Sr. Prefeito que termine o assunto em mim, que não prejudique ou persiga os outros funcionários.

Sou usuária do Sus, não sou ligada a nenhum partido político. Mesmo assim , quero ter acesso às vagas, se necessário.
E me recuso a ter que procurar um gabinete politico para mendigar uma vaga, que tenho direito , sou cidadã e pago meus impostos.
Saio com a cabeça erguida, fui demitida por estar desmotivada, frustrada e pensar diferente sobre o que é certo, errado e aceitável.
Sou assim, luto pelo que acredito.
Vou acompanhar o processo no Ministério Publico e cobrar a devida fiscalização.
Desejo que esta linda cidade progrida e ofereça condições de crescimento a todos seus Munícipes.
Torço para que este Prefeito, priorize o que realmente é importante para o povo, que confiou e entregou seu poder de voto a ele.

Com todo respeito e consideração despeço-me de São Bernardo do Campo.
Perfil Facebook: https://www.facebook.com/janaina.cavalcanti.543

*Nota: O conteúdo foi integralmente reproduzido pelo site DEOLHONAPOLITICA. Todo o seu conteúdo é de responsabilidade da autora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: