PL do conchavo vira guerra por aumento entre servidores de Santo André.

Desde que foi enviado o PL n° 56/2019, o PL virou guerra por aumento, ao todo já foram feitas 16 emendas, com os mais diversos cargos.

A crise foi deflagrada após Paulo Serra beneficiar poucos cargos, sobretudo cargos dos Diretores do Sindicato dos Servidores de Santo André, servidores descontentes acusam o Sindicato de vender o reajuste ( dissídio) salarial de 2019.

Bastidores informam que diversos servidores já foram atrás de vereadores pedir para emendar o projeto e incluir seus respectivos cargos.

Para advogada Silmara Cristiane da Silva Pompollo o projeto de lei é extramente nocivo a Administração Pública.

Por que a senhora acha nocivo a Administração Pública:

Ele, Paulo Serra, diz ser gestor, mas age de forma contrária, de Gestão Pública não entende nada, o que atenua suas barbaridades administrativas são alguns assessores de bom senso, pois o que ele fez foi privilegiar poucos, não dialogou com ninguém, segundo me contaram nem o sindicato informou dessas tratativas aos servidores, foi tudo por de baixo dos panos, é natural que tenha agora esta corrida por um aumento salarial.

E isso é totalmente nocivo a Administração Pública, eu particularmente sou contra qualquer aumento neste momento, não sabemos o impacto da saída da Ford nas receitas do município.

Além disso, esses aumentos salariais para uma ou outra categoria vai desconfigurando os cargos e salários do município, daqui a pouco os cargos que exigem nível superior ou que tenha uma maior complexidade começarão a ganhar o mesmo que cargos de ensino fundamental, e com tarefas pouco complexas, isso vira uma bagunça, vira luta de categorias dentro do município, e com razão.

O que a senhora acha dessas emendas ?

Aqueles que a fazem, é por politicagem, pois é inconstitucional, pode até passar para não ficar feio para o Paulo Serra, mas rapidamente o MP barraria.

O que os servidores falam para senhora ?

Alguns falam comigo, sempre em condição de anonimato, eles estão revoltados,e acusam o sindicato de venderem seus direitos em troca de privilégios oficias e extra oficiais.

Muitos dizem que havia uma proposta de curva salarial, isso beneficiaria a todos os servidores, porém estes servidores alegam que houve uma espécie de teatro em que a prefeitura propôs e o sindicato não aceitou e todos perderam. Algo semelhante aconteceu também com o dissídio deles, Paulo Serra queria dar o reajuste da inflação, cerca de 5%, porém o sindicato novamente não aceitou, pois queria 10%, Paulo Serra não deu, depois o sindicato voltou atrás e aceitou 5%, só que Paulo Serra disse que não tinha dinheiro e que não iria dar porque tinha diretores do Sindicato que seriam candidatos pela esquerda.

E ainda tem um vídeo dele falando que não só ele, Paulo Serra, não daria aumento de 50% para uma categoria, como qualquer outro prefeito, pois o município não tem condições financeiras para fazer isso.

Então acho plausível os funcionários acharem que o prefeito e o Sindicato fizeram conchavo, afinal as evidências e a própria fala do prefeito apontavam para nenhum reajuste o que dirá aumento de 67% para uma única categoria.

Um comentário em “PL do conchavo vira guerra por aumento entre servidores de Santo André.

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: