Orlando mente novamente, só que agora sobre a Fundação Criança.

Após noticiar que a Justiça barrou o ataque de Orlando Morando a crianças indefesas, em ação movida pelos advogados DR. JOSÉ LUÍS GONÇALVES e DR. LAURO FIOROTTI, o Diário do Grande ABC também noticiou que o Juiz da Vara da Infância cumpriu seu papel e impediu os “Infanticídios eventuais” que Orlando Morando quase perpetrou com seus atos de Gestão ou de “indigestão”.

Orlando Morando novamente se utiliza de mentiras, parecido com aquele que ele afirmou em nota que ” A PF o inocentou “, quando na verdade o indiciou por corrupção formação de quadrilha, fraude em licitação e sabe-se lá mais o que.

Segundo a nota da Prefeitura ” afirmou que irá recorrer da decisão, uma vez que a extinção da Fundação Criança foi aprovada por lei pela Câmara, “além de já ter sido objeto de análise do MPT (Ministério Público do Trabalho) e do TCU (Tribunal de Contas da União) e ambos os órgãos apontaram para a legalidade da medida”. 

MENTIROSO !

Segundo documentos, o Ministério Público do Trabalho não aprovou a extinção da Fundação Criança, até mesmo por que não tem competência para isso, além disso, o Tribunal de Contas da União sequer analisou a legalidade da Extinção da Fundação Criança, mas de um edital de licitação, envolvendo questões sobre publicidade, falta de detalhamento de custos unitários e aglutinação, mas não analisou a legalidade e constitucionaliade de extinção da Fundação Criança.

Mais uma mentira para conta do Mini-Dória de São Bernardo, que aliás, são muitas!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s