Os apadrinhamentos nocivos na política de São Caetano.

Por Vagner Stecker

Depois de uma denúncia feita nas redes sociais com embasamento em pesquisas no portal da transparência a funcionária pública Andrea Felix Modollo com dupla remuneração e de valores incompatíveis com sua função, que também está envolvida em procedimento de reutilização de materiais descartáveis com denúncia tramitando no Ministério Público, a mesma Foi afastada provisoriamente no período de (1 ano) pelo então Prefeito Interino Tite Campanella no intuito de abafar o caso, mas como é uma prática comum na administração Atual conseguimos detectar novos atores dessa novela nefasta e nociva para a população de são caetano do sul.
Thiago Correia Mata e Andrea Modollo, deve estar comemorando a farra com dinheiro Público.

A conta vem para você que vota em gestores que permite esse ato de improbidade administrativa.

AS PINÇAS DE BIÓPSIA DE ENDOSCOPIA E COLONOSCOPIA SENDO LAVADO E COLOCADO EM VARAIS PARA SECAGEM COM AS CANETAS DE BISTURIS ELÉTRICOS DE USO ÚNICO SENDO REUTILIZADO ATÉ 7 VEZES, QUE INDICA FORTE INDÍCIOS DE CRIME CONTRA A SAÚDE PÚBLICA.  

ALÉM DOS MATERIAIS DESCARTÁVEIS SEREM VENCIDOS, AINDA ESTAVA SENDO REUTILIZADOS.( FOTO NO PROCESSO EM ANDAMENTO NO MINISTÉRIO PÚBLICO).
Fotos no ambiente hospitalar, dentro da CME
(Central de Material e Esterilização), com os aventais reprocessados, ressaltando que
é claro e induvidoso que estão fora das embalagens originais do produto que se
encontram ao fundo da foto

Sabemos que os políticos que ai estão criam extensa rede de prepostos, controlando postos estratégicos com agentes que cumprem suas ordens e Conseguem armar, assim, os esquemas de corrupção, pois precisam da conivência de funcionários que venham a forjar contabilidade, manipular licitações sem considerar os princípios de impessoalidade e probidade administrativa inerentes ao serviço público.

Thiago Correia Mata Secretario particular da Regina Maura Zetone, também se beneficia de (duas) remuneração, o mesmo está passando em todas U.B.S a mando do interino TITE CAMPANELLA aliciando funcionários para saber em quais candidatos eles são vinculados e votará na eleição suplementar. Em caso de opção pelo candidato de oposição será demitido.

Nesta foto temos também a PRESIDENTE da FUNDAÇÃO ABC ADRIANA BERRINGUER , envolvida no fura fila do Covid19.

  

O clientelismo (troca de bens e serviços por apoio político) é, portanto, tão perverso quanto o nepotismo, pois permite a vampirização dos recursos públicos e impede a modernização do Estado. Trata-se do principal trunfo dos candidatos para captar aliados que apreciam um bom emprego, pela regularidade da renda e pelo poder para fomentar sua inserção na máquina administrativa. Os políticos garantem, então, com esse jogo, o trânsito fácil nos órgãos dirigidos pelos seus prepostos, que propiciam o acesso direto a verbas que são usadas para azeitar sua carreira e conta bancária.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s