SBC: Mesmo após movimentos de Orlando, pressão por cargos continua

Na 18a Sessão Ordinária, na Câmara Municipal de São Bernardo do Campo, realizada nessa quarta-feira, 9, o clima de descontentamento dos vereadores, que permanecessem na base de sustentação do governo do prefeito Orlando Morando, foi contínuo porém contido publicamente. De acordo com nossas fontes, a reunião que durou quase uma hora e meia na sala de apoio, sem acesso aos profissionais de imprensa, os vereadores negociavam a votação ou não do projeto enviado à casa pelo Poder Executivo com co-locutores do prefeito, os próprios vereadores dizem que só têm acesso com Orlando através de mediadores.

Nesta condição, os parlamentares em busca das promessas ainda não cumpridas sobre cargos dentro do poder executivo e ou autarquias, “dizem”, feitas por OM, ameaçaram colocar em votação requerimentos de informação sobre os contratos e obras realizadas pelo gestor.

Ao que tudo indica a insatisfação continua porém ao término da da reunião o vereadores votaram e aprovaram o Projeto de Lei da prefeitura sobre as regras e indicações para elaboração da Lei Orçamentária (LDO), com as metas e as prioridades da administração pública municipal para o exercício de 2022. A estimativa do orçamento para o ano que vem, incluindo as receitas e as despesas, é de R$ 5,842 bilhões.

Com excessão dos demais vereadores o único que votou a desfavor do projeto foi Glauco Braido (PSD), “Sugeri algumas emendas que foram votadas e e rejeitadas, ao meu ver existem falhas no projeto, votei contra por ter a convicção que o projeto é inconstitucional”, declarou.

Abordamos o vereador Roberto Palhinha (AVANTE), por ser citado nos bastidores da imprensa como um dos parlamentares que pressionam o governo e faz parte de um possível G11, , grupo dos vereadores que podem montar um grupo independente da base governista como noticiado em primeira mão pelo De Olho na Política na semana passada e questionamos o vereador sobre a pauta da reunião dos bastidores, “O que está havendo é uma construção com o governo e estamos avançado de forma positiva”, sinalizou Palhinha.

O vereador Almir do Gás (PSDB) divergiu das situações divulgadas nas mídias sobre retaliação ao governo por cargos minimizando qualquer polêmica sobre o seu mandato. “Vocês da imprensa superdimenssionam qualquer burburinho de bastidores, minha atuação junto a base do prefeito nada mudou, continuo aprovando todos os projetos que são importantes para o município num todo”, discorreu Almir.

Durante a sessão foi votada e aprovada a indicação Danilo Lima (PSDB), solicitando ao Chefe do Executivo, a Ampliação Interlocutória de Tratativas Referentes ao Terceiro Setor do município, tendo em vista a sua importante missão na dinâmica da sociedade, salientando-se ainda que durante o período de pandemia, tem se destacado com maestria e de forma incansável, em defesa das pessoas em situação de vulnerabilidade, “A indicação que sugere ao governo a criação de meios, por exemplo: um aplicativo, para que entidades assistenciais do município possam ter uma melhor comunicação e assim programar em conjunto as suas formas de trabalho. Agradeço a aprovação dos meus colegas vereadores, que observaram a relevância da indicação ao prefeito Orlando Morando”, afirmou o vereador que está em seu primeiro mandato.

Por Marcos Tato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s