Bolsonaro bloqueou 69 jornalistas e seis veículos de comunicação nas redes

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) bloqueou 69 jornalistas e seis veículos de comunicação na sua conta no Twitter. É o que aponta levantamento feito pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji). 

De acordo com o estudo, essa ação do presidente faz parte da nova estratégia para impedir o trabalho dos profissionais da imprensa.  Ainda segundo o levantamento, Bolsonaro bloqueou, de forma cronológica, os sites Intercept Brasil, DCM, Aos Fatos, Congresso em Foco, Repórter Brasil e O Antagonista.  Além do presidente, um dos filhos dele, o vereador pelo Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (Republicanos) também bloqueou alguns veículos de imprensa. São eles: UOL Confere e Congresso em Foco. O Estado Brasileiro não tem lei ou jurisprudência vigente que regule a ação de autoridades nas redes sociais.

O Projeto de Lei 2630 – mais conhecido como PL das fake news –, aprovado pelo Senado e em tramitação na Câmara dos Deputados, tornaria tais bloqueios ilegais, uma vez que ele ocupa cargo público e não pode vetar acesso a informações de interesse da população.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s