Outdoors cobram Lira pela abertura do impeachment de Bolsonaro

Outdoors para pressionar o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), pela abertura do processo de impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) serão divulgados a partir desta terça-feira (6/7) na cidade de Arapiraca, no interior de Alagoas. 

A campanha “Super Impeachment” é articulada pelos movimentos Acredito, Agora, Bancada Ativista, Muitas, Ocupa Política, Nossas, UNE, 342 Artes e conta com mais de 115 organizações apoiadoras. Eles pedem apoio da população ao superpedido de impeachment apresentado por partidos, parlamentares e movimentos sociais de esquerda, centro e direita na última quarta-feira (30/6).
Foram lançados quatro outdoors no município do agreste alagoano. Os conteúdos das placas também apontam que o presidente da República tem responsabilidade política pelo elevado número de mortes por causa da COVID-19, o aumento da fome, e as denúncias de corrupção na aquisição das vacinas Covaxin.

Segundo os organizadores, Arapiraca é a terceira cidade onde Lira obteve mais votos na sua reeleição para deputado federal em 2018, com mais de 7 mil eleitores, portanto a ideia é cobrar do presidente da Câmara em sua base eleitoral, onde ele pode se sentir mais compelido a agir. 


A intenção dos movimentos é expandir essa iniciativa para outros municípios de Alagoas. O grupo está planejando a ampliação da ação a partir de um financiamento coletivo, previsto para ser lançado em breve. 
Na última semana, o grupo criou uma plataforma on-line para o envio de e-mails ao deputado federal com a mesma finalidade. De acordo com o movimento, a iniciativa já conta com mais de 100.000 apoiadores.
O Acredito, movimento suprapartidário de renovação política que faz parte dessa coalizão, já lançou mais de quarenta outdoors entre março e abril deste ano em Minas Gerais e São Paulo. 
As peças cobraram a instalação da CPIda Pandemia e o impeachment de Jair Bolsonaro. Ainda de acordo com os organizadores, nesta semana, mais nove outdoors serão lançados pelo grupo no Rio de Janeiro com a finalidade de continuar a pressionar pela abertura do processo contra o atual presidente da República.
O Palácio do Planalto ficou às escuras na noite desta segunda-feira, 5. No momento em que as hidrelétricas estão com reservatórios vazios por falta de chuva e o Brasil corre o risco de enfrentar uma crise de energia elétrica, a sede do governo permaneceu sem iluminação por meia hora, das 21h40 até pouco depois das 22 horas. O presidente Jair Bolsonaro deixou o gabinete bem antes do apagão e parou para conversar com seus apoiadores alguns quilômetros adiante, no Palácio da Alvorada, que abriga a residência oficial do chefe do Executivo.

Na Praça dos Três Poderes, a escuridão atingiu apenas o Planalto. As luzes da Câmara, do Senado e do Supremo Tribunal Federal não se apagaram. Há suspeitas de que haja defeito de alguma instalação na própria sede do governo, uma vez que tanto o Congresso quanto o Supremo não apresentaram problemas de falta de energia.

Em nota, a Neonergia Distribuição Brasília informou que, às 22h10, enviou uma equipe de plantão ao Planalto para verificar relatos de falta de energia. “A concessionária informa ainda que, às 22h40, a equipe de plantão esteve no local e constatou que a unidade consumidora estava com o funcionamento de energia normalizado”, diz o comunicado.

Horas antes do apagão, Bolsonaro já estava a caminho de casa. Na portaria do Alvorada, desceu do carro, como de costume, para conversar com eleitores. Com discurso de campanha, criticou a CPI da Covid, deu estocadas no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – “Eu acho que o Lula tem 110% (na pesquisa), tá certo?” – e disse ser vítima de um “massacre” de todos os lados.

“Eu não sei por que certas pessoas têm prazer de falar ‘eu sou presidente’. Não sabe o que é ser presidente da República, meu Deus do céu?”, perguntou, diante de seguidores atentos às suas palavras. Ao falar das turbulências enfrentadas pelo Brasil, Bolsonaro também disse que a sucessão de crises não começou agora. “O País estava caminhando para o buraco há muito tempo”, insistiu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s