Cidadãos de rua em São Caetano ainda não foram vacinados.

Um grupo de aproximadamente 40 cidadãos de rua de São Caetano ainda esperam a vacina. O censo foi realizado pela nossa amiga Míriam Figueira Sapato Branco que faz a muitos anos um trabalho exemplar com nossos irmãos de rua, levando alimento e cobertores sempre que possível, porque depende de doações que graças a Deus muitos munícipes se propõem a ajuda-la. Muitas destas 40 pessoas estão doentes e não receberam o Atendimento Básico de Saúde que deveria ser fornecido pela Prefeitura e Assistência Social.

A gestão municipal precisa garantir que as doses sejam destinadas também aos cidadãos de rua com urgência. Nessa época de frio surgem doenças pulmonares que podem agravar seu quadro de saúde se expostos ao vírus.

É obvio que eles não têm meios de fazer o agendamento e é preciso que faça um cadastramento presencial e monitorado para também garantir sua segunda dose.

Isso é essencial, para a visibilidade deles, a inclusão numa política pública tão importante, num momento tão difícil. É hora de salvar todas as vidas, sem deixar nenhuma de fora!


Zequinha fica na rua perrela e tem hernia na barriga e está muito doente.

Não são moradores de rua e sim cidadãos. Quando falamos que as pessoas são moradoras de rua, nós ignoramos que aquilo é uma situação passageira e entendemos que aquilo nunca vai mudar. Porém, ninguém mora na rua, pois lá não tem conforto, não tem privacidade ou uma casa…


Marcos trabalhava como sementeiro na gestão Pinheiro, demitido logo na posse do Auricchio em 2016 ficou desempregado e acabou na rua.

O “nóia” e o “mendigo” são nomes super preconceituosos e ofensivos, pois partimos do princípio que todas as pessoas que estão nas ruas usam drogas e pedem dinheiro, enquanto sabemos que, apenas parte de quem está na rua é usuário de drogas lícitas como o (álcool) e sabemos que a maior fonte de renda entre eles é com bicos, reciclagem.

Por fim, por que chamo-os de Cidadãos de rua?

Porque devemos lembrar que nossos irmãos em situação de rua também possuem direitos como cidadãos, e que a cidadania vai além de um CPF ou comprovante de residência, todos somos iguais perante a Lei, apesar de que a sociedade diga que não. Enquanto conscientizamos, também lutamos por direitos, inclusive o direito a um nome.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s