Danger: A Polícia do “$I$TEMA” contra a Polícia dos Cidadãos.

Quem é o Delegado da Cunha que está sendo perseguido pela Corporação que ama e dedica diariamente sua vida. #ForçaDelegadodaCunha estamos contigo!!! Ricardo Garcia

Nascido em Santos, no litoral de São Paulo, o delegado ‘da Cunha‘, de 43 anos, atua na corporação há 16 anos, quando decidiu mudar de oficial do Exército e entrar para a Polícia Civil. A ideia para o canal, segundo ele, partiu da vontade de divulgar o trabalho da Polícia na internet.

DELEGADO DA CUNHA

Delegado titular da E.I.E (Equipe de Intervenção Estratégica) da 8ª Seccional DECAP  da Polícia Civil de SP.

Formado em primeiro lugar no exército, melhor colocado na ACADEPOL (Academia de Polícia), contando com mais de 4 mil prisões, incluindo dezenas de prisões de grandes lideranças das facções atuantes em São Paulo. 


O COMEÇO DA MINHA HISTÓRIA

Fala pessoal, sou o delegado Carlos Alberto da Cunha, nascido e criado na cidade de Santos/SP. Sou filho de um eletricista e uma dona de casa que mesmo não sendo alfabetizados, ambos fizeram tudo ao seu alcance pra dar a melhor educação e condição  ao meu irmão e eu. Nós tivemos uma vida razoavelmente simples, vivendo em uma kitnet na cidade de Santos próximo à praia. Todo o dinheiro que meus pais ganhavam eram basicamente para manter nossa humilde moradia e bancar os estudos dos filhos em escolas particulares mais acessíveis, onde ainda assim, contávamos com ajuda de bolsa de estudos para nos mantermos nesses colégios. E assim começou minha jornada.

Minha infância foi muito comum, bem parecida com maioria das crianças da baixada santista, onde eu estudava, brincava na rua com a molecada, frequentemente pegava minha prancha e ia surfar e cuidava de carros na rua pra ganhar algum trocado, e assim foi até que no ano de 1984 eu comecei a treinar judô na escola e mesmo sem saber na época, isso seria um divisor de águas na minha vida. O judô deu inicio a uma longa jornada de muito esforço e dedicação que me trouxe até onde estou agora.

Enquanto a banda podre vai dominando a Polícia os bons são Afastados

EXÉRCITO E FORMAÇÃO DE OFICIAIS

No exército comecei com uma grande decepção, havia deixado tudo pra seguir como oficial e atleta das forças armadas e depois de finalmente formado oficial descubro que não era possível efetuar a minha transferência pois no Forte de São João só existia vaga para soldado atleta.

Então comecei a servir o exército no CPOR até que em um acampamento de sobrevivência na selva, onde ficamos uma semana isolados em condições de sobrevivência eu senti que tinha sido o destaque, pois tive um esforço extra, carreguei companheiros e me destaquei bastante e o melhor terminaria o acampamento sendo condecorado com uma medalha. Estava sozinho, pois a cerimonia era uma festa muito elegante e meus pais muito humildes não puderam participar por não terem roupas pra ir. Ressentido por estar sozinho, mas confiante que iria ganhar a medalha tenho outra grande decepção. Um outro garoto com família bem mais relacionada entre os militares acaba levando o prêmio.

Sai muito triste, mas dai veio outro grande divisor de águas na minha vida. Eu ali, triste com lagrimas nos olhos, sou abordado por um tenente que me fala “da Cunha, você ralou né, mas não deu. Aqui não é força que te faz crescer, no exército pra crescer é no intelecto, você vai ter de estudar”. Desse ponto em diante, eu decidi que iria ser o melhor aluno, lutar pra ser o primeiro colocado em nota de provas no curso de formação de oficiais

DELEGADO DA POLÍCIA CIVIL

Esse dedicação aos estudos fez com que um dia o pai de um amigo me falasse que eu deveria tentar concurso para delegado, me mostrava sempre editais e isso foi ficando na minha cabeça, mas sempre pensando que eu queria mesmo era voltar ao tatame e esse meu período no exército era apenas um acaso.

Há época eu já era tenente, atuando no 2BC de São Vicente, quando retornei aos tatames como atleta profissional da seleção brasileira, mas por um outro acaso essa minha volta ao judô havia desfalcado o quadro de tenentes do exército e fui então chamado pelo comandante do quartel que me disse que não conseguiria manter dois tenentes e atletas no lugar e me sugeriu que eu deveria levar comigo tudo o que o esporte me deu e deveria seguir nos estudos universitários. Nunca me pediu para abandonar mas foi me orientando.

Essa pessoa hoje é o nosso Ministro da Defesa, o General Fernando Azevedo e Silva

Fui convencido e então comecei a faculdade de direito na Universidade Católica de Santos e como já tinha aquela mensagem do pai do amigo, escrivão da Polícia Civil que ficava martelando a minha cabeça, pensei que meu caminho seria prestar para delegado. Entrei na faculdade focado nisso e desde meu segundo ano de faculdade eu já estudava para passar no concurso, sempre com esse objetivo, o que me favoreceu muito, pois quando chegou a hora eu já sabia tudo sobre a polícia, estava apto a prestar o concurso. Esse esforço e foco me renderam o segundo lugar em um concurso pra delegado onde haviam 18 mil inscritos e apenas 180 vagas.

E foi assim que cheguei à Polícia.

PRIMEIRA CLASSE

Atualmente, tenho uma carreira de 15 anos como delegado da Polícia Civil de São Paulo e graças a Deus eu pude ter na Polícia um crescimento na carreira muito rápida.

Nesses 15 anos, consegui chegar a delegado de Primeira Classe, o último estágio de delegado de Polícia e acredito que consegui esse destaque dentro da carreira, muito pelo que aprendi no judô, como garra, disciplina e perseguir meus objetivos e por conta da minha passagem no exército que, me deu uma bagagem muito grande e uma forte energia, sempre seguindo como foi na minha vida toda, batalhando cada dia pra ser melhor.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s