inSegurança no Rio e em São Bernardo. Gabriel Monteiro faz forte desabafo e revela risco de vida. (veja o vídeo)

* No Rio de Janeiro

Fonte: https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/37253/urgente-gabriel-monteiro-usa-camera-escondida-e-prende-major-e-tenente-por-corrupcao-veja-o-video


* Em São Bernardo do Campo-SP

No Grande ABC Paulista não temos panorama diferente do RJ, ou seja, a insegurança para quem se revolta com tanta impunidade, tem a coragem e decide fiscalizar o Poder Executivo(especialmente), Legislativo , Judiciário e Polícias é enorme.

Um exemplo vivo e constantemente ameaçado é o cidadão “FERNANDO” que ainda reside no mesmo local com sua Família (Alvarenga/SBC), após denunciar o esquema gigante de corrupção (que provavelmente ainda existe) na Secretaria de Meio Ambiente que culminou na prisão do ex-Vereador , Secretário de Gestão Ambiental, o Advogado Mario Henrique de Abreu e demais envolvidos.


Relembrando a Operação Barbatanas matéria DGABC 07/12/2021

O advogado Mario de Abreu (PDT), ex-vereador por São Bernardo e ex-secretário de Gestão Ambiental do governo Orlando Morando (PSDB), foi condenado a 15 anos de prisão pelos crimes de organização criminosa, corrupção passiva e de concussão, quando servidor público exige vantagem indevida por meio do cargo que ocupa. A decisão foi proferida no dia 1º de dezembro pela juíza Lizandra Maria Lapenna Peçanha, da 4ª Vara Criminal de São Bernardo. Ele irá recorrer em liberdade, pois atualmente já está solto devido a pedido de habeas corpus.

Mario de Abreu foi eleito vereador em 2016. No ano seguinte, foi indicado para chefiar a pasta ambiental na Prefeitura. Contudo, em outubro de 2017, ocorreu a Operação Barbatanas, conduzida pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), que apontou que o advogado era responsável por vender licenças ambientais e cargos. Abreu deixou o governo e também foi afastado de seu mandato pela Câmara Municipal.

A investigação apurou a existência de dois esquemas criminosos. O primeiro tinha relação com o recebimento de propina em troca da liberação de obras embargadas, da anulação de multas ambientais e da concessão de licenças ambientais sem amparo da lei. Já o outro esquema consistia na compra e venda de cargos públicos, além da nomeação de funcionários fantasmas na secretaria.

Também foram condenados no processo Sérgio de Sousa Lima, ex-diretor de licenciamento, a dez anos de prisão; Tiago Alves Martinez, ex-chefe de seção da secretaria, a seis anos de prisão; Izaias Antônio de Araújo, ex-assessor de Mário, a oito anos de prisão; João Antônio Vieira Cambaúva, corretor de imóveis envolvido na regularização de terreno na cidade, a seis anos de prisão; Simone Cristina de Lima Brito, irmã de Sérgio de Sousa, a 6 anos de prisão; e André Luiz Poleti, acusado de intermediar negociações de propina, a 6 anos de prisão. Todos tanbém devem responder em liberdade.

“Vislumbra-se a existência de uma organização criminosa constituída pelos sete réus, que se formou a partir de janeiro de 2017, em torno da Secretaria de Gestão Ambiental do município de São Bernardo, com o objetivo de praticar crimes contra a administração pública, visando obter vantagens econômicas”, escreveu na sentença a juíza Lizandra Maria Lapenna.

PROVAS

Os crimes foram caracterizados por meio do depoimento de testemunhas, de interceptações telefônicas e conversas no WhatsApp. Em um dos diálogos no aplicativo de mensagens, Mario questiona André Luiz Poleti se ele já havia pego encomenda. Pediu mais agilidade na entrega do dinheiro ao ser informado de que haveria atraso. “Fala pra ele arrumar hoje rs. Era sexta rs (SIC)”, escreveu na conversa citada na decisão.

Já em conversa telefônica, o ex-diretor de licenciamento relata a divisão de quantia monetária à sua irmã. “O Mário falou assim ó, tá bom, metade é seu, metade é meu”, afirmou (confira os diálogos completos na arte ao lado).
A Prefeitura de São Bernardo disse que não irá comentar as condenações. “No âmbito administrativo, todas as medidas foram tomadas, com exoneração de cada um dos envolvidos”, informou. Leia Mais.


Na semana passada novamente “FERNANDO” foi ameaçado com a “visita” na porta de sua residência de um indivíduo armado.

O Ministério Público e Órgãos Policiais seguem indiferentes e omissos sobre a Segurança de Fernando e sua família. Terão sangue nas mãos e serão responsabilizados se algo acontecer. Estamos acompanhando.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s